O Caminho da Otimização da Infra-Estrutura da Microsoft – Parte 01

Olá turma,

Como já foi mencionado anteriormente, esta é a primeira parte de um estudo, de como podemos identificar em que nível de maturidade está a nossa infra-estrutura e de que forma podemos eleva-la para garantir o sucesso em nosso ambiente de rede.

Níveis de Maturidade

O primeiro passo para usá-lo é avaliar em que nível de maturidade a empresa está dentro do modelo. Uma vez que o nível atual de maturidade tenha sido estabelecido, o próximo passo é usar o modelo para desenvolver um plano a respeito de como progredir através de cada nível de maturidade, a fim de alcançar a meta necessária para obter o máximo benefício nos negócios. O Modelo de Otimização da Infra-Estrutura é formado por 4 níveis:

  • Básico: processos manuais e locais; controle central mínimo; e políticas de TI e padrões para segurança, backup, gerenciamento de imagens e conformidade de implantação e outras práticas de TI comuns inexistentes ou não impostas. A saúde geral de aplicações e serviços é desconhecida devido à falta de ferramentas e recursos. Geralmente, todas as atualizações, implantações de software e serviços são feitos manualmente. Padronizado: A infra-estrutura Padronizada introduz controles através do uso de padrões e políticas para gerenciar estações de trabalho e servidores; para controlar a maneira como máquinas são incorporadas à rede, e pelo uso do serviço de diretórios Active Directory® para gerenciar recursos, políticas de segurança e controle de acesso. Clientes em um estado Padronizado constataram o valor de padrões básicos e algumas políticas, porém ainda têm espaço para melhorar. Geralmente, todas as atualizações, implantações de software e serviços de estação de trabalho são fornecido através de intervenção média com custo de médio a alto. Essas organizações possuem um inventário razoável de hardware e software e estão começando a gerenciar licenças. Medidas de segurança são melhoradas através de um perímetro bloqueado, mas a segurança interna pode ainda ser um risco.
  • Racionalizado: A infra-estrutura Racionalizada é onde os custos envolvidos no gerenciamento de estações de trabalho e servidores ficam mais baixos e processos e políticas foram otimizados para começar a desempenhar um grande papel no suporte e expansão dos negócios. A segurança é bastante proativa e a reação a ameaças e desafios é rápida e controlada. O uso de implantações sem intervenção ajuda a minimizar custos, o tempo de implantação, e desafios técnicos. O número de imagens é mínimo e o processo de para gerenciar estações de trabalho precisa de pouquíssima intervenção. Esses clientes têm um inventário de hardware e software claro e compram somente as licenças e computadores de que precisam. A segurança é extremamente proativa com políticas e controle rígidos.
  • Dinâmico: Clientes com uma infra-estrutura Dinâmica são totalmente cientes do valor estratégico que sua infra-estrutura proporciona em ajudá-los a administrar seus negócios eficientemente e ficar à frente dos concorrentes. Os custos são completamente controlados; existe integração entre usuários e dados, estações de trabalho, e servidores; a colaboração entre usuários e departamentos é difundida; e usuários móveis possuem níveis de serviço e capacidades quase presenciais, independentemente da localização. Processos são totalmente automatizados, geralmente incorporados na própria tecnologia, permitindo que o TI seja alinhado e gerenciado de acordo com as necessidades de negócios. Investimentos adicionais em tecnologia resultam em benefícios específicos, rápidos e mensuráveis para a empresa. O uso de software de auto-configuração e sistemas como de quarentena para assegurar gerenciamento de atualizações e conformidade com políticas de segurança estabelecidas permite que a organização de infra-estrutura Dinâmica automatize processos, ajudando assim a melhorar a confiabilidade, baixar custos e aumentar os níveis de atendimento. A avaliação e a evolução do ambiente de TI é feito atribuindo-se um destes 4 níveis a 5 cargas de trabalho (ou workloads).

Valeu até a próxima!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s